O 3Dprint4Good permite imprimir objetos em 3D, adaptados a pessoas com deficiências ou incapacidade permanente. O projeto venceu o Prémio Social ao Centro da 9ª edição do Arrisca C, na categoria de Ideias de Negócio. Atualmente a decorrer, o Arrisca C tem-se revelado um dos mais competitivos concursos de empreendedorismo e inovação a nível nacional.

 

A proposta do 3Dprint4Good aponta para a criação de produtos de apoio completamente adaptados às características anatómicas específicas de cada pessoa com deficiência ou incapacidade congénita ou adquirida, bem como à função a que se destinam. O objetivo destas peças, moduladas com software CAD e impressas em 3D, é compensar, atenuar ou neutralizar a incapacidade de quem a elas recorre. Esta é uma solução que visa promover a maior autonomia na concretização de simples atividades quotidianas, como seja a alimentação, a escrita ou a higiene, contribuindo assim para a melhoria da qualidade de vida e inclusão social dos seus utilizadores.

«As respostas de apoio técnico atualmente existentes são standard e dispendiosas, nem sempre se adequando às características biométricas de cada pessoa. Os produtos de apoio utilizados pelos cuidadores são também, muitas vezes, improvisados e feitos com materiais inadequados. As peças propostas pela 3Dprint4good são uma solução definitiva, financeiramente acessível e adaptada individualmente a cada caso de deficiência ou incapacidade», sublinha Ana Branco Rocha, investigadora e uma das responsáveis pelo projeto 3Dprint4Good.

Com uma equipa multidisciplinar, este é um projeto que acaba por envolver profissionais de várias áreas. Rafael Batista é engenheiro mecânico com experiência na investigação e desenvolvimento na indústria de prototipagem e modelação, Ana Filipa Rocha é terapeuta da fala com experiência nas áreas da inclusão e reabilitação e José Nunes é responsável pelo marketing e comunicação, assim como pela gestão de clientes.

 

10ª edição ARRISCA C – Mais de 150 mil euros em prémios para os projetos mais inovadores

A assinalar a sua 10ª edição, o Concurso de Ideias e Planos de Negócio – Arrisca C é um dos mais ambiciosos programas na área do empreendedorismo e inovação nacional. Com categorias dirigidas a jovens estudantes do Ensino Secundário e Técnico-Profissional, e a jovens do Ensino Superior ou recém-diplomados há menos de cinco anos, provenientes de qualquer instituição de Ensino Superior do País, este concurso já apoiou a criação de mais de 25 empresas.

Uma iniciativa da Universidade de Coimbra e de vários parceiros que no total vai atribuir cerca de 150 mil euros em prémios, que incluem desde valores monetários até à incubação gratuita de empresas, apoio na elaboração e consolidação de planos de negócio, apoio na realização de protótipos e no desenvolvimento de imagem e branding corporativo, passando pelo apoio contabilístico, ou o apoio na elaboração de candidaturas a financiamentos europeus e à internacionalização, entre outros.

Dividido em duas categorias, o concurso Arrisca C visa premiar, por um lado, as melhores Ideias de Negócio ainda em fase de conceção e sem plano de negócio desenvolvido, por outro, os melhores Planos de Negócio que apresentem projeto para a constituição de uma empresa. Com vista a potenciar e apoiar as políticas de apoio e formação ao empreendedorismo jovem, é na categoria das melhores Ideias de Negócio que o Arrisca C lança ainda o Prémio Ensino Secundário, dirigido a jovens estudantes do Ensino Secundário e Técnico-Profissional.

Com a experiência e o sucesso das edições anteriores, o Arrisca C tem-se revelado um projeto ambicioso. Ao fim de 10 anos, com cerca de 820.000€ em prémios distribuídos, mais de 700 projetos candidatos, envolvendo mais de 2.000 promotores e mais de 25 empresas criadas, esta iniciativa aumentou a fasquia e transformou esta última edição num marco na propagação de ideias e projetos inovadores.

O Arrisca C é desenvolvido no âmbito do projeto INOV C 2020 cofinanciado pelo Centro 2020, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), com um prazo de execução compreendido entre 18 de abril de 2017 e 17 de abril de 2019. Os parceiros do projeto executarão um investimento total de 1.627.614€, sendo o montante de 1.383.472€ financiado pelo FEDER.

O objetivo do projeto INOV C 2020 é consolidar a Região Centro enquanto referência nacional na criação de produtos e serviços resultantes de atividades de Investigação & Desenvolvimento. A consolidação do Ecossistema de Inovação, através da incorporação de uma oferta ampla de recursos, infraestruturas e respostas a desafios específicos, faz também parte da sua missão. O INOV C 2020 segue-se ao Programa Estratégico INOV C, executado entre 2010 e 2015.